Abbas volta reunir-se com radicais para pedir cessar-fogo

O primeiro-ministro palestino, Mahmoud Abbas, chegou nesta segunda-feira à Cidade de Gaza para negociações com grupos militantes. O encontro, o primeiro desde a cúpula de paz que ocorreu no início do mês, tem o objetivo de convencer os radicais palestinos a aceitar um cessar-fogo com Israel, depois de uma semana de violência que matou 60 pessoas dos dois lados do conflito.As negociações entre representantes do governo egípcio e de grupos palestinos, que tinham o mesmo objetivo, terminaram sem avanços. Os egípcios tentavam convencer os líderes de grupos palestinos a aceitarem um cessar-fogo com Israel. Representantes de 13 grupos, incluindo o Hamas, Jihad Islâmica e Fatah participaram do encontro, na Cidade de Gaza.De acordo com o representante da Jihad Islâmica, xeque Abdalla Al-Shami, os grupos palestinos reafirmaram "a necessidade de destacar a ocupação (israelense) e o compromisso do povo palestino com a opção pela resistência". O ministro das Relações Exteriores palestino, Nabil Shaath, disse que não espera a resposta do Hamas ? apontado por Israel e pelos Estados Unidos como o grupo mais perigoso ? até terça-feira.Um dos líderes do Hamas, Ismail Abu Shanab, disse que o grupo quer "continuar na resistência". Mas o fundador e líder espiritual do grupo, xeque Ahmed Yassin, afirmou que o Hamas ainda está preparando sua resposta ao encontro.As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.