Abe assume responsabilidade por renúncia de ministro

Takehiko Endo é o quarto ministro a renunciar em meio a escândalos desde setembro do ano passado

Efe,

03 de setembro de 2007 | 04h45

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, assumiu a responsabilidade de ter nomeado como ministro da Agricultura Takehiko Endo, que renunciou nesta segunda-feira, 3,  após ter sido ligado a um escândalo de fraude de assistência financeira, informou a agência Kyodo.   Além disso, Abe disse lamentar a renúncia do ministro, que ocupa sua pasta desde a reforma do Executivo que iniciou há apenas uma semana. "Como a pessoa que fez a nomeação, certamente tenho responsabilidade. Este resultado é extremamente lamentável", afirmou o premiê.   O cargo de ministro da Agricultura foi o que teve mais rotatividade desde que Abe assumiu o poder há pouco menos de um ano. Após o suicídio de Toshikatsu Matsuoka, ligado a um caso de corrupção, a pasta ficou com Norihiko Akagi, que renunciou no começo de agosto, também envolvido num escândalo.   Na remodelação do Gabinete, Abe nomeou Takehiko Endo no Ministério da Agricultura, e apenas uma semana depois ele se viu obrigado a renunciar por ter admitido que conhecia há três anos uma fraude nas ajudas agrárias cometida em 1999 por uma organização na qual militava.   Segundo a agência japonesa, esta associação recebeu ilegalmente 1,15 milhão de ienes (US$ 9,9 mil) de fundos do Estado após inflar o número de atingidos pelos danos nos cultivos da uva durante esse ano. O veterano Masatoshi Wakabayashi, ex-ministro do Meio Ambiente, foi escolhido para substituir Endo.  

Tudo o que sabemos sobre:
Shinzo AbeJapãorenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.