Abe proclamou um ´novo começo´ para o Japão

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, proclamou nesta sexta-feira a necessidade de "um novo começo" para o Japão, que inclua uma "revisão profunda do regime de pós-guerra", num discurso no Parlamento em que reafirmou seu desejo de reformas.O discurso traçou a política de Abe para 2007. O governante reafirmou a necessidade de reformar a Constituição pacifista japonesa, e pediu ao mundo que continue pressionado a Coréia do Norte a abandonar suas ambições nucleares."É vital para a comunidade internacional se manter unida para aplicar pressão sobre a Coréia do Norte e conseguir uma resposta sincera", afirmou o primeiro-ministro.Ele também defendeu a restauração dos laços com a China e a Coréia do Sul, um aumento da cooperação com os Estados Unidos na área de defesa e o diálogo com a Rússia. Outro ponto defendido foi o compromisso com a reconstrução do Iraque.Abe pediu ainda uma vaga para o Japão como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. Ele afirmou que o país "tem intenção de cooperar de perto com os outros, inclusive as maiores potências".O discurso de Shinzo Abe no Parlamento abriu a 105ª sessão parlamentar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.