Abril termina com mais de 1.300 iraquianos mortos

Os corpos de uma mulher e sua filha são descobertos em Faluja depois de dias. Um necrotério de Basra superlotado com os restos mortais deixados por uma ataque suicida. Não existem números completos e oficiais sobre as mortes de cidadãos iraquianos neste que foi o mês mais sangrento da ocupação no Iraque, mas uma contagem feita pela Associated Press encontrou 1.361 iraquianos mortos entre 1º e 30 de abril - dez vezes mais que os 136 soldados americanos caídos no mesmo período.A contagem foi compilada a partir dos registros de violência noticiados pela AP, com base em declarações das autoridades americanas, da polícia iraquiana e de hospitais. O número inclui civis, combatentes rebeldes e membros da segurança iraquiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.