Abu Dhabi TV é a nova estrela da cobertura de guerra

A emissora de televisão Abu Dhabi TV (ADTV) se transformou na nova estrela da cobertura da guerra contra o Iraque, por ser a única que transmite informações e imagens direto de um estúdio dentro de Bagdá, capital iraquiana. A partir da cobertura desta guerra no Golfo Pérsico, a ADTV começa a competir em pé de igualdade com outras emissoras mais poderosas e melhor equipadas, como a tradicional CNN, dos Estados Unidos, e a Al-Jazira, do Catar.A cadeia televisiva, que tem sede nos Emirados Árabes Unidos, gera imagens exclusivas da região do conflito para outras emissoras e agências de notícias."São dezenas de canais que têm transmitido nossas (imagens) exclusivas. Há dois dias, estamos em todos os lugares", disse Ali Al Ahmed, diretor da ADTV, sem disfarçar um certo orgulho.A emissora ADTV se preparou durante dois anos para ter condições de concorrer com a Al-Jazira no mundo árabe, formando equipes que combinam o profissionalismo de seus jornalistas com os últimos recursos técnicos disponíveis.Al Ahmed destacou que a Abu Dhabi TV "é a única que tem um estúdio no centro de Bagdá, sobre o Rio Tigre, completamente equipado". "Dos nossos estúdios se vê a cidade inteira de Bagdá. E temos quatro câmaras fixas posicionadas", afirmou o diretor.A presença da ADTV começou a ser notada no primeiro dia da guerra, quando ela transmitiu as primeiras imagens exclusivas do início do ataque das forças americanas.Também foi a emissora que filmou imagens exclusivas da chegada das tropas inglesas ao porto de Umm Qasr, no sul do Iraque, e os primeiros conflitos armados com soldados da resistência iraquiana."Passamos seis meses nos preparando para a guerra", salientou Al Ahmed, destacando que a emissora "teve sorte de contar com jornalistas experientes e também profissionais em início de carreira com grande disposição".A ADTV conta com 40 correspondentes de guerra distribuídos em locais estratégicos no Iraque.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.