Abu Sayyaf liberta três reféns filipinos

Guerrilheiros muçulmanos que mantinham em seu poder 20 reféns libertaram hoje três cativos. Os reféns libertados, todos filipinos, incluindo um clérigo muçulmano que, segundo os militantes, havia sido decapitado, foram transportados ao aeroporto de Zamboanga, onde ingressaram em um avião para viajar a Manila. Os reféns foram identificados como Francis Ganzon, de 50 anos, Kimberly Jao, de 13, e Mohaimin Sahi, o religioso. Ganzon disse não ter informações sobre Guillermo Sobero, da Califórnia, a quem o grupo Abu Sayyaf disse ter decapitado na terça-feira. Pelo menos três cadáveres foram encontrados recentemente na ilha de Basilan, no sul das Filipinas, pelas tropas que saíram em busca dos rebeldes e de seus reféns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.