"Acabou a Al-Qaeda!", dizem combatentes afegãos; Bin Laden desaparecido

Guerreiros afegãos afirmam terem ocupado as últimas posições ainda mantidas pelo grupo terrorista Al-Qaeda no país, matando mais de 200 combatentes e capturando 25 prisioneiros. ?Este é o último dia da Al-Qaeda no Afeganistão?, disse Mohammed Zaman, chefe de defesa da aliança do leste. ?Não são mais necessários bombardeios americanos. Nossos homens têm a situação sob controle?. Soldados da aliança sorriam e cantavam ?Al-Qaeda acabou! Al-Qaeda acabou!?. Zaman afirma, no entanto, não ter informações sobre o paradeiro de Osama bin Laden. Acredita-se que o líder do grupo terrorista estivesse com seus homens nas cavernas de Tora Bora. Militares americanos garantem ter captado sua voz em transmissões de rádio na área.Uma caverna onde, supunha-se, Bin Laden estaria foi o último bastião da Al-Qaeda. ?Havia apenas seis pessoas. Uma foi morta, as outras, capturadas?, disse outro comandante da aliança, Hazrat Ali. ?Há alguns dias tive a informação de que ele estaria ali, mas agora não sei mais?.Zaman disse que várias centenas de homens da Al-Qaeda podem estar em fuga na direção da fronteira com o Paquistão, poucos quilômetros ao sul das cavernas de Tora Bora. AS forças da aliança ainda perseguem os fugitivos. ?Qualquer um que ajude as forças da Al-Qaeda a sobreviver na Cordilheira Branca terá a pena de morte?, disse Ali. Segundo ele, toda a região está sendo vasculhada ?metro a metro?.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.