Ação americana mata 15 civis paquistaneses

Ofensiva se dá no mesmo dia em que primeiro-ministro escapa de atentado

AP, O Estadao de S.Paulo

04 de setembro de 2008 | 00h00

Pelo menos 15 civis, entre eles mulheres e crianças, foram mortos ontem em um ataque aéreo dos EUA contra um povoado do noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão. O governo do Paquistão condenou duramente o ataque.Um oficial americano confirmou a operação, realizada de madrugada no Waziristão do Sul, o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, estaria escondido.Horas depois, o premiê paquistanês, Yousef Raza Gilani, escapou ileso de um ataque a tiros contra seu veículo. Segundo o gabinete do premiê, Gilani estava a caminho de Islamabad, vindo de Rawalpindi, quando seu automóvel foi atacado. Mas o Ministério da Informação negou a versão, afirmando que ele não estava no veículo na hora do atentado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.