Ação coletiva pede 10 mil por pessoa

Um grupo de cerca de 70 passageiros do Costa Concordia apresentou à Justiça italiana a primeira ação contra a Costa Cruzeiros, organizadora da viagem. O processo foi preparado por um órgão italiano de defesa de direitos dos consumidores, a Codacons, que convidou outros passageiros a aderir à causa. A organização pede indenização de pelo menos 10 mil por passageiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.