Ação contra extremistas deixa 5 mortos no Quirguistão

O chefe das forças de segurança no Quirguistão disse hoje que uma operação policial contra suspeitos de extremismo virou uma batalha que terminou com cinco mortos, na cidade sulista de Osh. O secretário de Segurança quirguiz, Marat Imankulov, afirmou que quatro dos suspeitos foram mortos em uma troca de tiros e o quinto suspeito detonou explosivos, se matando quando as tropas tentavam detê-lo.

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2010 | 14h23

Os episódios ocorrem alguns dias antes da chegada da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, ao Quirguistão. Hillary chegará à capital quirguiz na sexta-feira. No começo deste ano, a cidade de Osh foi atingida por choques e a violência étnica entre quirguizes e a minoria usbeque, em episódios de perseguição e confrontos que deixaram 400 mortos, a maioria usbeques. As tensões permanecem altas entre as duas comunidades. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.