Ação de soldados iraquianos e americanos mata 2 líderes da Al-Qaeda

Dois líderes da Al-Qaeda - Abu Hamza al-Muhajir e Abu Omar al-Baghdadi - foram mortos em um bombardeio no domingo perto da cidade de Tikrit, no centro do Iraque. Joe Biden, vice-presidente dos EUA, disse que a operação foi um "golpe devastador" contra a organização radical islâmica.

, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2010 | 00h00

"Essa operação é a prova de que o futuro do Iraque não será determinado por aqueles que tentam destruir o país", disse o vice-presidente. O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, comemorou o resultado em pronunciamento nacional transmitido pela televisão nacional. Para Maliki, o "triunfo" foi suficiente para "quebrar a espinha dorsal da Al-Qaeda". Um dos mortos, Al-Muhajir, conhecido também como Abu Ayyub al-Masri, assumiu o comando da Al-Qaeda no Iraque em 2006. Ele sucedeu o jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, responsável pela infiltração do grupo de Osama bin Laden no Iraque, morto em outro bombardeio americano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.