Ação militar deixa mais de 40 mortos em cidade síria

Forças sírias capturaram a cidade de Saraqeb, norte do país, após quatro dias de combate, nos quais mais de 40 pessoas foram mortas e casas foram destruídas pelo fogo, informaram ativistas nesta quarta-feira.

AE, Agência Estado

28 Março 2012 | 12h46

Trata-se de mais um reduto da oposição a cair após violentos ataques do Exército sírio. Ativistas também relataram confrontos entre militares e rebeles em regiões do centro de leste da Síria. Os novos episódios de violência foram registrados um dia depois de o presidente Bashar Assad dizer que aceitou o plano de seis pontos apresentado pelo enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, para resolver a crise no país.

A rede de ativistas Comitês de Coordenação Locais (CCL) disse que há muitos corpos sem identificação e pessoas feridas nas ruas de Saraqeb, cidade que foi tomada após quatro dias de ofensiva, iniciada no domingo. Como em outras cidades recapturadas recentemente pelo Exército, as tropas sírias deixaram um rastro de destruição e morte.

O CCL e o Observatório Sírio pelos Direitos Humanos disseram que centenas de casas e lojas de Saraqeb foram pilhadas e queimadas e que a maioria dos moradores fugiu com os rebeldes.

O ativista Fadi al-Yassin, da província de Idlib, disse que o Exército está agora no controle de Saraqeb. Segundo ele, os desertores, conhecidos como Exército Livre Sírio, resistiram no primeiro dia, mas a seguir recuaram, temendo provocar mais destruição na cidade. "Eles fugiram porque não tinham como enfrentar a enorme força militar", disse ele, por meio de um telefone por satélite.

Saraqeb fica na principal estrada que começa na cidade de Aleppo, também no norte, e tem forte presença de desertores militares. Combatentes rebeldes usavam a cidade como base para atacar comboios do Exército.

É difícil obter informações detalhadas sobre o que aconteceu porque o Exército cercou o local. "A situação é muito dura e é difícil para nós entrarmos lá e descobrir exatamente o que está acontecendo, porque o Exército controla completamente a cidade", disse al-Yassin.

Imagens de Saraqeb postadas na internet parecem apoiar as afirmações dos ativistas sobre pilhagem e destruição da cidade. Um dos vídeos mostra o que parece ser uma casa destruída. Em outro, pode-se ver apartamentos e carros queimados e uma série de lojas com as vitrines quebradas. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síria violência Saraqeb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.