Ação policial causa distúrbios na Grécia

Morte de jovem de 16 anos por policiais inicia violentos protestos de anarquistas em Atenas, Tessalonica e Creta

AP, Atenas, O Estadao de S.Paulo

08 de dezembro de 2008 | 00h00

Pelo segundo dia consecutivo desde a morte de um jovem de 16 anos por policiais, na noite de sábado, centenas de manifestantes de extrema esquerda e anarquistas tomaram as ruas e enfrentaram a polícia com coquetéis molotov, bastões e pedras, em Atenas, Tessalonica e Creta. Com 34 feridos, o episódio já é considerado o maior distúrbio na Grécia em vários anos.Durante os protestos, foram depredados 31 lojas e 25 carros estacionados, incluindo 6 viaturas policiais, 9 bancos e até mesmo parte da prefeitura de Tessalonica e um escritório do Ministério do Meio Ambiente na capital. Grandes avenidas das cidades atacadas foram interditadas com lixo em chamas. Em Atenas, os manifestantes começaram a marchar na direção da principal delegacia de polícia da capital, mas acabaram dispersados com bombas de gás lacrimogêneo.Nos protestos, grupos de extrema esquerda e anarquistas costumam buscar refúgio em universidades, onde a polícia é proibida de entrar, segundo a lei grega.POUCO ESCLARECIDAAs circunstâncias em que o jovem de 16 anos, identificado como Alexandros Grigoropoulos, foi morto a tiros por um policial em Atenas continuam pouco claras. Um porta-voz da polícia afirmou que o oficial disparou três tiros de advertência depois que sua viatura foi atacada por cerca de 30 jovens em Exarchia, bairro boêmio considerado a sede do movimento anarquista ateniense. No entanto, testemunhas disseram que o policial fez mira no jovem que acabou morto. Dois oficiais já foram presos.O primeiro-ministro, Costas Karamanlis, fez um comunicado diretamente ao pai da vítima: "Sei que nada pode aliviar sua dor, mas lhe asseguro que o Estado agirá, como se deve agir, para que esse tipo de tragédia não se repita."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.