Achado corpo de turista americana perto de Jerusalém

O corpo de uma turista norte-americana foi encontrado hoje amarrado e com múltiplas perfurações de faca perto de uma rodovia nos arredores de Jerusalém, informou a polícia. A amiga dela, uma imigrante do Reino Unido que havia relatado seu desaparecimento um dia antes, também foi encontrada nas proximidades de mãos atadas e com ferimentos similares.

AE, Agência Estado

19 de dezembro de 2010 | 11h04

A britânica informou à polícia que as duas caminhavam em uma floresta perto de Jerusalém quando foram assaltadas por dois árabes e sua amiga foi levada. Antes de o corpo ter sido encontrado, a polícia investigava outros cenários de como o crime teria acontecido. A descoberta do corpo amarrado e esfaqueado, contudo, reforçou a possibilidade de militares estarem envolvidos no crime. O porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld, afirmou que a vítima era americana, mas não forneceu mais detalhes. A imprensa israelense identificou o corpo como sendo de Christine Logan.

A amiga, segundo a mídia, é Kaye Susan Wilson. A polícia disse não haver sinais de abuso sexual ou roubo. Até o momento, não havia suspeitos sob custódia. O médico Yuval Weiss, diretor do Hospital Hadassah, em Jerusalém, informou à rádio Army que espera liberar Wilson dentro de alguns dias. A britânica disse à polícia que conseguiu escapar dos assaltantes fingindo estar morta.

Esta não seria a primeira vez que turistas são atacados e assassinados durante caminhadas. Em 2007, dois soldados que estavam de folga foram baleados e mortos na Cisjordânia. Em 1990, quatro israelenses foram assassinados em dois ataques separados na mesma região. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.