Achado minissubmarino japonês afundado em Pearl Harbor

O submarino japonês afundado pela Marinha dos EUA em 7 de dezembro de 1941, uma hora antes do início do ataque aéreo a Pearl Harbor, foi encontrado em águas do Havaí, a 360 metros de profundidade, informaram nesta quinta-feira fontes de Washington. O surpreendente ataque japonês determinou a entrada dos EUA na Segunda Guerra mundial. Na manhã daquele domingo, 7 de dezembro, a frota dos EUA no Pacífico, então na baía de Pearl Harbor, foi tomada de surpresa pelo ataque da aviação japonesa, que em duas horas provocou a morte de 2.390 pessoas e deixou outras 1.178 feridas. O encontro do submarino, de apenas 23 metros de comprimento - em cujo interior, acredita-se, ainda devem estar os restos dos dois tripulantes japoneses - parece destinado a reavivar a polêmica entre os arqueólogos marítimos e os historiadores da famosa batalha. Alarme O fato de o minissubmarino japonês ter sido avistado e afundado antes da chegada dos aviões nipônicos deveria ter feito soar o alarme da frota norte-americana, sustentam alguns historiadores. Já um historiador do governo japonês - contrariando a avaliação de que o bombardeio a Pearl Harbor supostamente já havia sido preparado - afirma que a descoberta do submarino é uma evidência de que os EUA, e não o Japão, começaram a guerra entre os dois países. Polêmica "A descoberta prova que foram os americanos que deram o primeiro tiro, isto quer dizer que a guerra já havia começado mesmo antes do ataque aéreo do Japão a Pearl Harbor", disse Takehiko Shibata, do instituto de pesquisa da Agência de Defesa. No entanto, Yoshiaki Yoshimi, historiador da Universidade Chuo, de Tóquio, diz que a descoberta é "uma importante evidência histórica, pois prova a tentativa do Japão de realizar um ataque-surpresa". Já o historiador norte-americano Daniel Martínez disse que a descoberta vem apenas confirmar as declarações de militares dos EUA de que haviam disparado primeiro contra o Japão na 2ª Guerra Mundial e causado as primeiras baixas. Muita sorte O submarino foi localizado por dois mergulhadores do centro de pesquisas do Havaí, durante um exercício de imersão, a 5 km de Honolulu, em uma área militar. "Não foi fácil identificar o submarino em meio a tanto ferro. A zona está cheia de restos de todo tipo, e tivemos realmente muita sorte", disse John Wiltyshire, um dos mergulhadores. Alguns historiadores afirmam que o pequeno submarino foi afundado às 6h45 pelo caça-torpedeiro "Ward". Era o primeiro de uma frota de cinco, cada um deles com dois homens a bordo. Ballard, o explorador da National Geographic que encontrou os restos do Titanic no Atlântico e do Bismark no Mar da Noruega, tentou várias vezes no ano passado encontrar o submarino japonês. O pesquisador realizou um documentário da busca, que apresentou paralelamente à estréia do filme "Pearl Harbor", em maio de 2001.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.