Achados 43 cadáveres em 24 horas em Bagdá

Cadáveres de 43 pessoas, sendo três decapitados, foram achados nas últimas 24 horas em diferentes bairros xiitas e sunitas de Bagdá, segundo fontes policiais iraquianas. As fontes disseram que os três cadáveres de homens decapitados eoutro com tiros na cabeça apareceram neste domingo no bairro de Al-Hurriya, no oeste da capital e de maioria xiita.Outros 15 cadáveres com marcas de tiros foram achados no sábado à noite no mesmo bairro, onde vários cidadãos xiitas atacaram mesquitas e casas de sunitas. Segundo as fontes, os 19 cadáveres achados no bairro Al-Hurriya são vítimas da violência sectária entre sunitas e xiitas. Os outros 24 corpos, que apareceram em diferentes bairros de Bagdá foram levados ao necrotério do hospital central de Al-Adli, acrescentaram as fontes. Em um incidente separado, pelo menos um civil morreu neste domingo e outros três ficaram feridos durante os confrontos entre milícias xiitas e habitantes sunitas do bairro Al-Amel, segundo as fontes. No bairro de Al-Adamiya, no norte de Bagdá e de maioria sunita, unidades da Polícia e do Exército iraquianos, acompanhadas por tropas americanas, reforçaram a segurança e levantaram postos decontrole, segundo um comunicado do comando militar americano. Tais medidas de segurança foram adotadas um dia depois de pelo menos cinco pessoas morrerem e outras 47 ficarem feridas na explosão de um carro-bomba na cidade de Karbala, 100 quilômetros ao sul deBagdá.Em dois ataques separados, três soldados iraquianos morreram neste domingo e outros três ficaram feridos em Bagdá e Faluja, 55 quilômetros ao oeste da capital, segundo fontes policiais. As fontes disseram que os militares morreram num ataque ao comboio em que viajavam pelo oeste de Faluja. Outros três soldados feridos foram vítimas da explosão de uma bomba no momento em que sua patrulha passava pelobairro Al-Yarumk, no oeste de Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.