Acidente aéreo mata 24 militares no Sudão

Ministro da Defesa de governo autonômo do sul do país está entre as vitímas da queda da aeronave

Efe,

02 de maio de 2008 | 11h42

Pelo menos 24 militares sudaneses, todos eles oficiais do Exército e entre eles o ministro da Defesa do governo do Sul do Sudão, Dominic Dim Deng, morreram em um acidente aéreo nesta sexta-feira, 2. A informação foi divulgada pelo vice-primeiro-ministro Riek Machar   Todos voltavam a Juba, capital do sul do país, após participar de uma conferência em Waw, a segunda maior cidade da região, segundo um comunicado do governo autônomo do Sul do Sudão. O vice-primeiro-ministro descartou que possa ser um ataque ou uma sabotagem.   Os acidentes aéreos são relativamente freqüentes no Sudão, um país submetido a embargo pelos Estados Unidos. Por isso, o parque aéreo do país não é renovado nem consertado ao mesmo ritmo que em outros países.   O Sul do Sudão tem uma grande autonomia, e não só conta com governo próprio com todos os ministérios, mas com um Exército.

Tudo o que sabemos sobre:
Sudão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.