Acidente com avião no aeroporto de São Francisco deixa 2 mortos

Boeing 777 teria perdido a cauda ao colidir com a pista durante operação de pouso, rodopiado e sofrido explosão; há pelo menos 73 pessoas feridas, segundo o Corpo de Bombeiros

Denise Chrispim Marin CORRESPONDENTE / WASHINGTON,

06 de julho de 2013 | 19h54

Atualizada às 20h54 - Um avião da companhia sul-coreana Asiana Airlines acidentou-se na tarde deste sábado, 6, durante operação de pouso no Aeroporto Internacional de São Francisco. Procedente de Seul, Coreia do Sul, o Boeing 777 teria perdido a cauda ao colidir com a pista, rodopiado e sofrido uma explosão que destruiu quase todo o seu teto. Passageiros foram obrigados a sair por escorregadores de emergência. O Corpo de Bombeiros de São Francisco informou haver dois mortos e entre 73 e 103 feridos.

O acidente ocorreu às 11h30 (17h30, no horário de Brasília), depois de mais de dez horas de viagem aparentemente tranquila. O vôo 214 trazia 291 passageiros e 16 tripulantes. Entre eles, um grupo de estudantes coreanos em férias. As identidades das vítimas e suas nacionalidades ainda não foram divulgadas pelas autoridades locais. O aeroporto continua fechado, por determinação da Administração Federal de Aviação.

Residente em São Francisco, Kate Belding corria nas proximidades do aeroporto e assistiu à colisão da aeronave com o solo. "O avião começou a aterrizar em ângulo errado, houve um forte estrondo e você podia ver uma nuvem de fumaça negra", descreveu ela para a rádio KCBS. Ela acrescentou ter visto também uma "bola de fogo".

Passageiro do vôo 214, o executivo David Eun postou no Twitter sua descrição. "Os bombeiros estão no local. Estão retirando os feridos. Eu não via algo parecido desde 11 de setembro", afirmou, referindo-se aos ataques terroristas aos EUA, em 2001. "Estou bem. Muitas pessoas estão totalmente calmas e tentando ajudar as equipes de resgate. A maioria dos passageiros parece ok."

Um adolescente que preferiu não ser identificado disse a jornalistas, no aeroporto, que assustou-se quando o avião bateu no chão. "O teto ruiu totalmente sobre muitas pessoas", contou o passageiro. A porta-voz do Hospital Geral de São Francisco, Rachel Kagan, informou haver dez vítimas internadas em estado crítico, dentre as quais duas crianças.  Outros 38 feridos foram atendidos por outros hospitais da região.

  

A Agência Nacional de Segurança de Transporte (NTSB, na sigla em inglês) e o FBI enviaram suas equipes de investigação para o local. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi informado e será atualizado pelo Conselho de Segurança Nacional, que acompanha o caso. Apesar de funcionários do aeroporto mencionarem o local do acidente como "cena do crime", autoridades americanas da área de segurança informaram a imprensa não haver sinais de ter sido um atentado terrorista.

Segundo a presidente da NTBS, Deborah Hersman, a investigação se dará com total cooperação da Boeing, que entregou a aeronave 777 à Asiana há sete anos, e da agência coreana de segurança aérea. Ela mencionou, na tarde de ontem, ser ainda "muito cedo" para apresentar hipóteses sobre o acidente. A coleta de dados ainda estava por começar.

 

Mapa: Boeing 777 cai no Aeroporto de São Francisco

 

O acidente foi o segundo maior nos Estados Unidos desde 2001, quando um Airbus da American Airlines colidiu com a pista do Aeroporto Internacional de Nova York no momento de sua decolagem. Em 2009, a queda de uma aeronave da Colgan Air, operado pela Continental Express, sobre uma casa próxima de Búfalo, Estado de Nova York, provocou a morte de 50 pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
Boing 777São Franciscoacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.