EFE/EPA/HELI.UTAIR.RU
EFE/EPA/HELI.UTAIR.RU

Acidente com helicóptero mata 18 pessoas na Sibéria

O helicóptero, com três tripulantes e 15 passageiros, se chocou com uma instalação petrolífera a cerca de 180 quilômetros da cidade de Igarka

O Estado de S.Paulo

04 Agosto 2018 | 07h19

MOSCOU - Os 18 ocupantes de um helicóptero Mi-8 que transportava trabalhadores petroleiros na região de Krasnoyarsk, na Sibéria, morreram neste sábado por conta da queda da aeronave, de acordo com informações das autoridades russas.

O helicóptero, com três tripulantes e 15 passageiros, se chocou com uma instalação petrolífera a cerca de 180 quilômetros da cidade de Igarka, segundo dados preliminares do departamento regional do Ministério para Situações de Emergência da Rússia.

"De acordo com as primeiras informações, o helicóptero com passageiros decolou depois de outro helicóptero que transportava uma estrutura metálica com a qual as pás da aeronave colidiram", disse à agência "Interfax" uma fonte do ministério.

A companhia aérea Utair, proprietária do helicóptero, afirmou que o acidente aconteceu às 9h43 (hora local) perto do heliporto "Vankor" e confirmou que todos seus ocupantes morreram.

Segundo o comunicado oficial da Utair, no momento do acidente as condições do tempo era normais.

O piloto do aparelho acidentado, que não foi identificado pela companhia aérea, tinha cerca de 6 mil horas de voo.

O governador interino de Krasnoyarsk, Aleksandr Uss, viajou para o local do acidente para supervisionar pessoalmente o início da investigação.

Por sua vez, o Comitê de Instrução começou um processo penal por suposta violação de normas de navegação aérea.

O Mi-8 é um helicóptero bimotor de médio porte, com três tripulantes, capaz de transportar até 24 pessoas ou 3 mil quilos de carga, que pode ir tanto na parte interna como na externa da aeronave. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.