Brigada de Incêndio de Quito / AFP
Brigada de Incêndio de Quito / AFP

Acidente com ônibus deixa mais de 20 mortos no Equador

Segundo uma fonte, o veículo se chocou com um carro em uma via entre as regiões de Pifo e Papallacta, 30 km a leste de Quito

O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2018 | 10h31
Atualizado 14 Agosto 2018 | 12h58

QUITO - Um acidente envolvendo um ônibus de transporte internacional deixou 23 mortos e 18 feridos, entre eles, vários estrangeiros, informou o serviço de emergências do Equador. "Sabemos que são 18 pessoas feridas e 23 pessoas sem sinais vitais", indicou o Serviço Integrado de Segurança ECU911.

Uma fonte afirmou que o ônibus se chocou com outro veículo em uma via entre as localidades de Pifo e Papallacta, 30 km a leste de Quito. Segundo Christian Rivera, da secretaria de Segurança da capital equatoriana, há colombianos e venezuelanos entre as vítimas. 

O órgão de socorro destacou que foi ativado o protocolo de tratamento para estrangeiros em conjunto com as embaixadas correspondentes.

Mortes em acidentes de trânsito

Os acidentes de trânsito estão entre as principais causas de morte no Equador e deixam, em média, 7 mortos e 80 feridos por dia no país, segundo o Observatório Justiça Vial. Quase 96% deles são ligados ao fator humano, como imperícia do motorista.

No domingo, 12 torcedores do Barcelona de Guayaquil, clube de futebol mais popular do Equador, morreram em um acidente de ônibus no sul do país. Eles viajavam da cidade de Cuenca para Guayaquil, depois de assistir à partida em que Barcelona e Deportivo Cuenca empataram em 1 a 1 pela quarta rodada do campeonato nacional.

O acidente aconteceu na estrada Cuenca-Molleturo. De acordo com as autoridades, o veículo tinha todas as autorizações e havia passado por uma revisão mecânica. Testemunhas afirmaram que o motorista do ônibus tentou ultrapassar outro veículo pouco antes do acidente. / AFP

Relembre: acidente com ônibus municipal deixa mortos em Moscou

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.