Acidente com trem-bala mata 11 e fere 89 na China

Pelo menos 11 pessoas morreram e 89 ficaram feridas hoje quando um trem-bala perdeu energia e parou de circular, sendo atingido na sequência por uma outra composição, informou a agência estatal chinesa Xinhua. No choque, dois vagões caíram de uma ponte. Segundo a agência, a falta de energia ocorreu após o trem ter sido atingido por um raio.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2011 | 14h30

A Xinhua informou ainda que também houve o descarrilamento de quatro vagões do segundo trem, mas não deu mais detalhes. O primeiro trem tinha partido de Hangzhou, capital da província de Zhejiang, e o acidente ocorreu na cidade de Wenzhou. A agência informou que um vagão do primeiro trem caiu de uma altura de cerca de 20 a 30 metros. As fotos na internet mostravam que um segundo vagão ficou pendurado na ponte.

Os trens são do modelo D, a primeira geração de locomotivas rápidas, que circulam com uma velocidade média de cerca de 150 quilômetros por hora. A Xinhua informou que o trem atingido pelo raio era do modelo D3115. O outro trem era D301, que fazia a viagem de Pequim para Xangai.

A China está investindo bilhões de dólares na construção de uma malha ferroviária de alta velocidade. No dia 30 de junho, o primeiro-ministro Wen Jiabao inaugurou oficialmente uma importante linha de alta velocidade entre Pequim e Xangai, com custo avaliado em US$ 33 bilhões.

Os grandes investimentos transformaram o setor em um foco de corrupção. Segundo uma auditoria estatal, pessoas ligadas à direção das construtoras desfalcaram no ano passado 187 milhões de yuans (US$ 29 milhões) na linha projetada entre Pequim e Xangai. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
trem-balaChinaacidentemortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.