Acidente com trem no Canadá tem ao menos três mortos

Sobe para três o número de mortos no acidente de trem no Leste de Quebec, no Canadá. No sábado, o trem, com carregamento de petróleo, descarrilou e causou explosões que destruíram o centro da cidade de Lac-Megantic. Ainda há desaparecidos e o número de vítimas fatais pode aumentar.

Agência Estado

07 de julho de 2013 | 14h36

O fogo impediu que os socorristas chegassem perto dos 73 vagões e a fumaça preta ainda podia ser vista muito tempo depois do acidente. Os moradores foram forçados a deixar suas casas e fugir da cidade, de 6 mil habitantes, que fica cerca de 250 quilômetros ao leste de Montreal e quase 16 quilômetros a oeste da fronteira com o Estado de Maine, nos Estados Unidos. Cerca de 30 edifícios foram destruídos em consequência das explosões dos vagões de petróleo.

O tenente da polícia, Michel Brunet, disse que pode haver mais mortes, mas a polícia se recusa a fornecer estimativas, já que tem dificuldades de fixar um número de desaparecidos. "Nós sabemos que haverá mais mortes", disse Brunet.

Myrian Marotte, porta-voz da Cruz Vermelha canadense, disse que há 2 mil desabrigados e 163 passaram a noite nos centros operacionais. "Há aqueles que ainda procuram por entes queridos".

Bombeiros e socorristas de municípios vizinhos foram chamados para o local do desastre e o primeiro-ministro, Stephen Harper, deu declarações de que está indo para o local.

O trem, supostamente a caminho de Maine, pertence à empresa Montreal Maine & Atlantic que possui mais de 800 quilômetros de trilhos nas regiões de Maine, Vermont, Quebec e New Brunswick. A empresa carregou, aproximadamente, 3 milhões de barris de petróleo através da cidade de Maine no ano passado. Cada vagão tem capacidade para 30 mil barris.

O departamento de proteção ambiental de Maine tem desenvolvido programas de proteção para as áreas onde há a passagem de trens com carregamento de petróleo, declarou recentemente a porta-voz, Samantha Warren. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Canadátremacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.