Ahmad Tasriq/ AFP
Ahmad Tasriq/ AFP

Acidente de ônibus na Indonésia deixa ao menos 28 mortos

Oito crianças estão no saldo de vítimas; autoridades afirmam que várias pessoas ainda estariam trancadas dentro do veículo

Redação, O Estado de S. Paulo

25 de dezembro de 2019 | 03h38

INDONÉSIA - Um acidente de ônibus na Indonésia deixou ao menos 28 mortos, incluindo oito crianças, informou a polícia local nesta quarta-feira, 25. As autoridades seguem com as buscas, agora em um rio próximo ao local do desastre.

O ônibus caiu em uma ravina de 150 metros de altura na ilha de Sumatra, segundo informações da polícia. Pelo menos 10 pessoas ficaram feridas. Autoridades chegaram a anunciar um primeiro saldo de 24 mortos, que desde então não parou de aumentar.

"A evacuação está em andamento e vários mergulhadores procuram por vítimas em volta do ônibus", disse Berty Kowaas, chefe de resgate da equipe local, à rede de TV Metro. "A correnteza do rio é bastante forte e existe a possibilidade de algumas vítimas terem sido arrastadas", afirmou ele na rede de televisão Kompas.

"O ônibus colidiu com uma barreira de concreto e correu pelo barranco. Várias vítimas continuam trancadas dentro do veículo", informou o chefe de resgate à imprensa. Nenhum outro automóvel esteve envolvido no incidente.

A queda ocorreu perto da cidade de Pagar Alam, em uma área íngreme e isolada, o que complica as operações de resgate. O ônibus partiu com 27 passageiros a bordo, mas outros entraram no caminho. Os sobreviventes disseram à polícia que cerca de 50 pessoas estavam lá dentro no momento do acidente.

As tragédias são frequentes nas estradas do arquipélago, devido à idade dos veículos, à baixa qualidade da infraestrutura e às práticas de alguns motoristas. Em setembro, pelo menos 21 pessoas morreram em decorrência da queda de um ônibus em um barranco na região de Sukabumi (oeste da ilha de Java).

Alguns meses antes, na mesma região, 12 pessoas morreram e várias dezenas ficaram feridas em um acidente causado por um passageiro que tentou controlar o volante de um ônibus, causando uma colisão com dois carros./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.