SS Mirza/AFP Photo
SS Mirza/AFP Photo

Colisão de trens deixa ao menos seis mortos no Paquistão

Choque entre duas locomotivas ocorreu na região central do país; número de feridos chega a 150

O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2016 | 06h28

MULTAN, PAQUISTÃO - O choque entre dois trens matou ao menos seis pessoas e deixou mais de 150 feridos na região de Multan, no centro do Paquistão, na manhã desta quinta-feira, 15. O acidente envolveu uma locomotiva de passageiros e outra de mercadorias, que estava parada por 15 minutos após atropelar um homem que cruzava a via. Durante a pausa para a retirada do corpo, o outro trem, que vinha no mesmo sentido, ignorou a sinalização de que o caminho estava obstruído. 

Autoridades abriram uma investigação para determinar a causa do acidente, mas as primeiras informações apontaram que a responsabilidade era do motorista da locomotiva de passageiros. Segundo o responsável pela polícia ferroviária, Munir Chishti, está descartada a hipótese de sabotagem. 

Os feridos foram encaminhados para hospitais da região. Por meio de um comunido oficial, o ministro do Interior do País, Chaudhry Nisar Ali Khan, prestou condolências aos parentes das vítimas. 

Em novembro de 2015, outro acidente na região oeste do Paquistão deixou 13 mortos e uma centena de feridos. Além disso, há cinco meses, uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas em um atentado contra uma locomotiva de passageiros, que resultou em um descarrilhamento./ASSOCIATED PRESS, EFE e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoTremPaquistãoÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.