Acidente em hidrelétrica russa mata 11 trabalhadores

Um acidente na maior usina hidrelétrica da Rússia deixou 11 trabalhadores mortos, 14 feridos e cerca de 60 desaparecidos, segundo informaram autoridades locais. As causas do acidentes ainda não são conhecidas. A represa não foi danificada e não há ameaça para cidades ao longo do rio Yenisei, afirmou o ministro de Situações Emergenciais, Sergei Shoigu. No entanto, o acidente causou um vazamento de óleo e a mancha se espalhava pelo rio, informou o ministro. Foram registradas quedas de energia na cidade de Tomsk e na área mineira de Kuzbass, informou a agência estatal RIA Novosti.

AE-AP, Agencia Estado

17 de agosto de 2009 | 18h51

Segundo autoridades do governo, a explosão de um transformador teria inundado uma casa de máquinas da usina hidrelétrica de Sayano-Shushinskaya, no sul da Sibéria. Já a RusHydrop, proprietária da usina, afirmou que a inundação da casa de máquina teria ocorrido por causa de um aumento excessivo de pressão na tubulação de água. A infraestrutura obsoleta é há tempos apontada como um grande obstáculo para o desenvolvimento da Rússia. Analistas já advertiram que o país precisa ampliar sua produção energética significativamente, a fim de atender à demanda nos próximos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiahidrelétricaacidentemortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.