Acidente em mina de carvão na Rússia deixa ao menos 52 mortos

Acidente em mina de carvão na Rússia deixa ao menos 52 mortos

A administração do local explicou que um incêndio ocorreu a 250 metros de profundidade provocado por uma explosão no sistema de ventilação

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2021 | 04h41
Atualizado 25 de novembro de 2021 | 19h37

MOSCOU- Pelo menos 52 mineiros morreram após um acidente em uma mina de carvão na região russa de Kemerovo, região oeste da Sibéria, Rússia, nesta quinta-feira, 25, informaram autoridades regionais. Das vítimas, 46 são trabalhadores locais e 6 são bombeiros que trabalhavam no resgate.

Segundo o departamento regional do Ministério Russo para Situações de Emergência, no momento do acidente 285 trabalhadores estavam no local. Destes, 236 foram resgatados. 

Segundo fontes da administração da mina, um incêndio ocorreu a 250 metros de profundidade provocado por uma explosão no sistema de ventilação.

O último acidente grave nesta mina ocorreu em 2004, quando uma explosão matou treze trabalhadores. A Listviázhnaya começou a ser explorada em 1956 com o nome de Gramoteinskaya 1-2. /REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.