Jeremy Lockett/AP
Jeremy Lockett/AP

Acidente entre carreta e ônibus escolar mata 10 pessoas nos EUA

Alunos do ensino médio estavam indo conhecer universidade; os dois motoristas morreram

O Estado de S. Paulo,

11 de abril de 2014 | 11h00

WASHINGTON - Pelo menos 10 pessoas morreram na quinta-feira 10, e dezenas ficaram feridas após um acidente envolvendo um ônibus que transportava estudantes do ensino médio, um caminhão da empresa FedEx e um automóvel em uma estrada a 160 quilômetros da cidade de Sacramento, capital da Califórnia, nos Estados Unidos.

O acidente aconteceu por volta das 17h40 (21h40 no horário de Brasília) na estrada interestadual 5, no condado de Glenn, perto da cidade de Orland, informou o porta-voz da patrulha rodoviária do Estado, Timothy Howath. A carreta atravessou um separador de pistas e se chocou contra o ônibus, causando uma explosão.

Foram confirmadas as mortes de dez pessoas, entre elas os motoristas do ônibus e do caminhão, três adultos que acompanhavam a excursão e cinco alunos. As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas. A imprensa local fala entre 35 e 50 feridos, mas as autoridades ainda não forneceram um número oficial.

O ônibus transportava um grupo de estudantes de Los Angeles que estavam a caminho das instalações do campus da Universidade Estadual de Humboldt, em Arcata, a 450 quilômetros ao norte de San Francisco. Segundo um comunicado emitido pela universidade, os jovens participariam de uma jornada de portas abertas neste sábado voltada para alunos do último ano do ensino médio que desejam cursar o ensino superior.

A polícia da universidade estava tentando descobrir de quais distritos escolares os estudantes eram e telefonando para os pais. "Nossos corações estão com aqueles que foram afetados e estamos aqui para apoiá-los, e a suas famílias, de qualquer maneira possível", disse o presidente da Humboldt, Rollin Richmond, em comunicado./ AP e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
EUAacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.