Acidentes em minas deixam 26 mortos na China

Autoridades disseram que 26 mineradores morreram em acidentes no sudoeste da China, nos mais recentes de uma série de desastres que tornaram as minas do país as mais mortais do mundo.

Agência Estado

18 de abril de 2014 | 09h13

As autoridades chinesas tentam localizar os mineradores restantes que devem ainda estar presos embaixo da terra desde 7 de abril, afirmou o governo da cidade de Qujing, em Yunnan. As equipes de resgate retiraram 14 corpos da mina, ontem, elevando o número de mortos para 19. Os outros cinco corpos foram encontrados na quarta e na quinta-feira, segundo autoridades.

As autoridades da cidade disseram que uma explosão provocou a inundação na mina de carvão Xiahaiz, deixando 22 mineradores presos. Ainda não está claro o que causou a explosão, mas a água veio de poços próximos. Quatro mineradores foram resgatados desde o acidente, segundo as autoridades.

Em um acidente separado, ontem, o colapso de um teto em uma mina, na província de Guizhou, deixou sete mortos, informou a agência de notícias oficial chinesa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaMinasAcidentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.