Acordo com tráfego aéreo na Alemanha evita greves

A autoridade de controle aéreo da Alemanha chegou a um acordo salarial com trabalhadores, evitando possíveis greves que ameaçavam desordenar milhares de vôos. O acordo ocorreu depois que a Deutsche Flugsicherung (DFS) chamou o ex-ministro da Justiça Herta Daeubler-Gmelin para mediar conversações com o sindicato GdF de controladores de vôo. "Uma greve de controladores de vôo foi muito provavelmente evitada", disse a DFS em comunicado divulgado na noite de sábado. O sindicato GdF disse em um comunicado separado que um acordo foi atingido após "longas e difíceis negociações". Os dois lados disseram ter se comprometido a não revelar nenhum detalhe do acordo antes de uma decisão final sobre o entendimento, esperada para quinta-feira. O sindicato recusou uma oferta do DFS de um reajuste de 3% para o ano fiscal de 2007 mais um pagamento único de 1.750 euros (US$ 2.259), demandando, ao invés disso, aumentos salariais de 4 por cento em 2007 e em 2008 para os 5.200 funcionários do DFS. Mas o sindicato mais tarde disse retomaria negociações com demandas mais modestas. A estatal DFS maneja cerca de 9 mil vôos por dia no espaço aéreo alemão, quase 3 milhões de vôos por ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.