Acordo nuclear com Irã entra em vigor em 20 de janeiro

País concordou em limitar o enriquecimento de urânio a 5%, níverl adotado em reatores

AE, Agência Estado

12 de janeiro de 2014 | 15h09

O acordo nuclear assinado em novembro pelo Irã e seis potências mundiais entra em vigor no dia 20 de janeiro, informou neste domingo, 12, a agência estatal de notícias IRNA. De acordo com a agência, a notícia foi confirmada pelo vice-ministro de Relações Exteriores do Irã, Abbas Araghchi. Os outros países envolvidos, no entanto, ainda não se pronunciaram.

Em novembro, o Irã concordou em limitar o enriquecimento de urânio a 5%, um nível normalmente adotado em reatores nucleares. O acordo também prevê que o país encerrará a produção e neutralizará seus estoques de urânio enriquecido a 20%, que tecnicamente poderiam ser convertidos em urânio para armas nucleares.

Em troca, as sanções econômicas contra o Irã seriam suavizadas por um período de seis meses. Durante esse período, Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, França, Alemanha e Rússia continuariam negociando um acordo permanente com o país.

Segundo as potências ocidentais, o programa nuclear iraniano poderia resultar em armamentos. O Irã, no entanto, alega que seu programa tem fins pacíficos, como pesquisas médicas e geração de energia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãAcordo nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.