Acordo sobre programa nuclear coreano pode estar próximo

A mídia sul-coreana divulgou nesta segunda-feira que a Coréia do Norte concordou em discutir a possibilidade de abandonar seu programa nuclear e adotar uma nova postara mundial frente ao assunto. A notícia agradou líderes de muitos países, que acreditam em acordo nos próximos meses.Segundo o jornal Chosun Ilbo, a decisão da Coréia do Norte foi tomada logo após o encontro do negociador americano, Christopher Hill, e o norte-coreano Kye Gwan em Berlim, na semana passada.No entanto, Pyongyang afirmou que não irá discutir o abandono de seu programa nuclear enquanto os Estados Unidos não revelar as restrições financeiras. A Rússia, que encabeçava os diálogos com a Coréia do Norte para que ela abandonasse seu programa nuclear, vê com bons olhos a notícia de que os norte-coreanos aceitaram um diálogo com os EUA.O vice-ministro do Exterior, Alexander Losyukov, espera que haja progresso entre os Estados Unidos e a Coréia do Norte. Losyukov fez a afirmação um dia depois que o chefe do programa nuclear retornou de conversas com o negociador americano Christopher Hill, em Berlim."A impressão que temos é do diálogo entre EUA e Coréia do Norte é positivo", disse Losyukov.O diplomata russo disse por meio de um comunicado nesta segunda feira que as conversas com a Coréia do Norte podem ser retomadas nos primeiros dias de fevereiro.MediadoraA China espera anunciar a data para diálogo com Estados Unidos e Coréia do Norte sobre o programa nuclear o mais rápido possível, disse o negociador americano Christopher Hill, que se encontrou com delegações da Coréia do Sul.Os chineses organizaram uma reunião logo após a Coréia do Norte ter declarado o seu programa nuclear, em outubro de 2006. Mas o encontro terminou sem nenhum acordo.O Japão também anunciou que irá investir em novas conversas com a Coréia do Norte para que abandonem seu programa nuclear o quanto antes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.