Acusações de crimes sexuais

Em dezembro de 2010, a Scotland Yard prendeu Julian Assange por "crimes sexuais" cometidos na Suécia. Segundo a Justiça, uma mulher identificada como "Miss A." o acusou de "coerção ilegal". Segundo ela, Assange "utilizou o peso de seu corpo para imobilizá-la na cama". A segunda acusação é a de que Assange "abusou sexualmente" da mesma "Miss A." ao praticar sexo sem preservativos. "Miss A." também o acusou e ter "deliberadamente abusado dela sexualmente". A quarta ofensa refere-se a uma segunda mulher, identificada como "Miss W.", que o acusou de ter mantido relações sexuais enquanto ela dormia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.