Acusada de matar indiano no metrô de NY será indiciada

Uma mulher acusada de empurrar um imigrante indiano nos trilhos do metrô de Nova York, provocando sua morte, deve comparecer nesta terça-feira a um tribunal.

AE, Agência Estado

29 de janeiro de 2013 | 16h14

Erika Menendez está detida sob a acusação de crime de ódio por ter empurrado Sunando Sen, de 46 anos, da plataforma da estação Queens do metrô, em 29 de dezembro. Ela foi considerada capaz para enfrentar um julgamento e deve ser indicada ainda hoje.

Segundo as autoridades, Menendez empurrou Sen por achar que ele era muçulmano, embora ele fosse hindu. Nos últimos cinco anos, autoridades foram chamadas várias vezes até a casa da acusada porque os vizinhos diziam que era difícil lidar com ela, já que ela não estava tomando os medicamentos prescritos pelos médicos.

Sen estava voltando para casa quando foi empurrado na direção dos trilhos, assim que o trem entrou na estação. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUANYmetrômorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.