Acusado de 2º caso austríaco que manteve jovem presa

Autoridades austríacas anunciaram que Wolfgang Priklopil, que manteve uma jovem presa por oito anos e meio no porão de sua casa, pode ter abusado sexualmente de outra garota. Um porta-voz da promotoria disse que não há investigação planejada neste caso, pois o suspeito está morto e essa segunda acusação já expirou legalmente. Segundo o porta-voz, uma mulher agora alega que Priklopil abusou sexualmente dela em 1985. Os funcionários informaram que a suposta vítima, atualmente com 31 anos, buscou as autoridades após passar por aconselhamento psicológico. Priklopil é acusado de sequestrar a jovem Natascha Kampusch quando ela tinha 10 anos e ia para a escola. Natascha foi mantida em uma cela sem janelas no porão da casa dele, até escapar aos 18 anos, em agosto de 2006. Horas depois, Priklopil se matou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.