Acusado de arrecadar fundos para Al-Qaeda é deportado para a Espanha

O tunisiano Hedi Ben Youseff Boudhiba, acusado de arrecadar fundos para a rede terrorista Al-Qaeda, foi deportado neste sábado do Reino Unido para a Espanha, segundo a polícia britânica. A polícia Metropolitana informa que Boudhiba, de 46 anos, foi entregue às autoridades espanholas na base aérea de Northolt, em Londres. Boudhiba é acusado de fazer parte de uma célula espanhola que supostamente forneceu documentos falsos, inclusive passaportes, aos terroristas que participaram dos ataques de 11 de setembro, nos Estados Unidos. Ele foi preso em Liverpool, no norte da Inglaterra, em agosto de 2004 sob um mandado de busca da polícia espanhola e recorreu contra a extradição sem sucesso nos tribunais ingleses. Seus advogados argumentam que Boudhiba tem as habilidades mentais de uma criança de 8 anos e não receberia um julgamento justo na Espanha. Eles também querem garantias de que o acusado não será enviado para a Tunísia, onde temem que ele sofreria tortura. Mas, um juiz determinou em junho que ele poderia ser extraditado e na semana passada a Suprema rejeitou a ação dos advogados contra a sentença.

Agencia Estado,

15 Abril 2006 | 12h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.