Acusado de estupro diz que a polícia o torturou

Um dos cinco homens acusados oficialmente do estupro e assassinato de uma estudante em Nova Délhi disse que a polícia o torturou na detenção. Ele e ao menos três dos outros réus alegam ser inocentes. Os cinco acusados chegaram ontem a um tribunal para uma audiência fechada, com os rostos cobertos e acompanhados pela primeira vez pelos advogados de defesa. A estudante de 23 anos morreu no dia 29, duas semanas após ter sido espancada e estuprada por seis homens em um ônibus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.