Acusado de planejar queda de ponte em NY é condenado

Um réu de terrorismo acusado de planejar cortar os cabos que sustentam a Ponte do Brooklyn, em Nova York, foi condenado a 20 anos de prisão por um juiz que se recusou a permitir que ele retirasse sua admissão de culpa. Iyman Faris foi condenado a 15 anos por ajudar e apoiar o terrorismo, e a mais cinco por conspiração.Segundo os promotores, Farris, que tem 34 anos, viajou para o Paquistão e o Afeganistão, cumprindo pequenas missões para grupos terroristas. Ele fornecia sacos de dormir, celulares e dinheiro a membros da Al-Qaeda e se reuniu com Osama bin Laden em 2000, segundo a acusação.Embora tenha analisado a possibilidade de uso de um maçarico para cortar os cabos de suspensão da ponte, Faris recomendou a seus contatos, via e-mail, que a opção fosse descartada, por ter ?sucesso improvável?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.