Yuri Gripas / Reuters
Yuri Gripas / Reuters

Acusado de racismo, Trump se defende e critica democratas

Presidente diz que grupo ‘apela para racismo’ sendo que ‘fizeram muito pouco pelos formidáveis afro-americanos’ do país

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2019 | 19h22

WASHINGTON - Mais uma vez acusado de racismo após ataques à cidade de Baltimore e a um deputado negro, o presidente americano, Donald Trump, defendeu-se neste domingo, 28, e voltou a criticar a oposição democrata.

“Os democratas sempre apelam para o racismo, quando, na realidade, eles fizeram muito pouco pelos formidáveis afro-americanos de nosso país”, disse ele em sua conta no Twitter.

No sábado, o presidente atacou de forma virulenta Elijah Cummings, deputado por Maryland, cuja circunscrição abarca grande parte de Baltimore. A cidade industrial de população majoritariamente negra sofre com problemas sociais como drogas e a violência.

“O distrito de Cumming (sic) é um desastre asqueroso, infestado de ratos e roedores”, escreveu Trump na rede social. “Cummings tem sido um valentão brutal, gritando com os grandes homens e mulheres da Patrulha da Fronteira sobre as condições na fronteira sul, quando, na verdade, o distrito de Baltimore é muito pior e mais perigoso”, acusou ele. “Nenhum ser humano gostaria de viver ali.”

A resposta de Cummings chegou pela mesma rede social: “Senhor presidente, vou ao meu distrito todos os dias. Toda a manhã, eu me levanto e luto pelos meus vizinhos. É meu dever constitucional supervisionar o Poder Executivo. Mas é meu dever moral lutar pelos meus eleitores”.

A presidente da Câmara de Deputados, a democrata Nancy Pelosi, considerou “racistas” as falas de Trump. Embora tenha sido eleita pelo Estado da Califórnia, ela nasceu em Baltimore.

As declarações de Trump provocaram uma onda de indignação, menos de duas semanas depois de o presidente convidar quatro jovens deputadas democratas a “voltarem” aos países “de onde vieram”. No lado republicano, os comentários foram mais condescendentes. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.