Acusado de sequestrar avião em 68 admite crime nos EUA

Americano obrigou aeronave a pousar em Havana, onde ficou até 2009.

BBC Brasil, BBC

18 de março de 2010 | 21h06

Um fugitivo acusado de ter sequestrado um avião americano e o levado a Cuba em 1968 admitiu a responsabilidade pelo crime nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

"No dia 24 de novembro de 1968 eu participei em uma conspiração para sequestrar um avião e o levei à Havana, Cuba", disse o americano Luis Armando Pena Soltren, de 67 anos a um juiz no tribunal em Nova York.

Soltren disse que iniciou o sequestro ameaçando um atendente do voo que deveria seguir para Porto Rico com uma faca.

"Disse a ele que este era um sequestro e que precisava que ele abrisse a cabine do piloto", disse Soltren, por meio de um intérprete.

Defesa

Seu advogado, James Neuman, disse que Soltren realizou o sequestro por estar desesperado para voltar à Cuba para ver o pai, que estava hospitalizado e que seu cliente estava "profundamente arrependido".

Dois de seus cúmplices voltaram de Cuba para os EUA nos anos 70 e foram condenados a 12 e 15 anos de prisão, respectivamente.

Soltren se entregou à polícia americana quando voltou de Cuba em outubro, após 41 anos vivendo no país caribenho. A sentença dele deve ser anunciada em junho.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.