Acusado por ataques em Mumbai se declara culpado

O único suposto participante a sobreviver aos ataques do fim do ano passado contra a cidade de Mumbai (ex-Bombaim), na Índia, admitiu hoje sua participação no episódio durante uma confissão feita perante uma corte indiana. O paquistanês Ajmal Kasab, julgado por um tribunal especial indiano desde 17 de abril, tomou a palavra quando uma testemunha da promotoria estava prestes a começar a depor e disse: "Senhor, eu me declaro culpado pelo meu crime."

AE-AP, Agencia Estado

20 de julho de 2009 | 10h19

A inesperada confissão de Kasab ocorre depois de ele ter passado meses negando participação nos ataques, iniciados em 26 de novembro de 2008 e que, depois de três dias de cerco a um hotel da capital financeira da Índia, terminaram com 166 mortos. Pego de surpresa, o juiz M. L. Tahiliyani pediu aos advogados dos dois lados que se aproximassem para poder determinar a importância da declaração do réu. Não há informações sobre o que levou Kasab, de 21 anos, a declarar-se culpado depois de negar persistentemente sua participação nos atentados.

Tudo o que sabemos sobre:
ÍndiaataquesMumbaiacusado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.