Anupam Nath/AP
Anupam Nath/AP

Acusados de estupro na Índia são condenados à morte

Ataque contra a estudante de 23 anos ocorreu em dezembro e revoltou o país; a garota morreu

AE, Agência Estado

13 Setembro 2013 | 08h29

NOVA DÉLHI - Um tribunal indiano condenou à morte quatro homens por estupro e assassinato de uma estudante de 23 anos em Nova Délhi. O ataque contra a jovem aconteceu em dezembro.

Ela foi violada sexualmente com uma barra de metal e estuprada repetidamente em um ônibus. O crime a deixou com graves ferimentos internos e a estudante morreu duas semanas depois.

Três dias após declarar os homens culpados de assassinato, estupro, sequestro, dentre outras acusações, o juiz Yogesh Khanna disse que eles devem ser enforcados pelos crimes. Segundo o magistrado, os delitos "chocaram a consciência coletiva" da Índia.

"Nestes tempos em que crimes contra mulheres estão aumentando, os tribunais não devem ignorar um crime tão horrível", disse. "Não pode haver qualquer tolerância."

Como em todas as sentenças de morte, a ordem de Khanna deve ser confirmada por um tribunal de apelação. Os homens podem entrar com um processo de apelação ao Supremo Tribunal da Índia e pedir ao presidente por perdão./ AP

Vídeo mostra reações ao veredicto na Índia:

Mais conteúdo sobre:
índiaestupro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.