Adiada audiência de supostos integrantes do IRA na Colômbia

A audiência preparatória para o caso dos três irlandeses acusados de treinar a guerrilha colombiana, que estava prevista para esta sexta-feira, foi adiada para 16 de outubro, em meio a versões desencontradas sobre os motivos do não-comparecimento dos irlandeses perante o tribunal. O porta-voz da defesa, Agustín Jiménez, informou que o juiz Jairo Acosta decidiu ordenar o adiamento para investigar porque os supostos membros do Exército Republicano irlandês (IRA) não compareceram ao tribunal - embora a lei não os obrigue a isto.Jiménez disse que os três acusados foram "espancados" durante uma tentativa de retirá-los da casa de detenção. Segundo a assessoria de imprensa do Instituto Nacional Penitenciário, os irlandeses se negaram a abandonar a prisão alegando não haver condições de segurança adequadas para sua transferência até a sede do tribunal, mas que em nenhum momento eles foram forçados a deixar a prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.