Adiada reunião da ONU sobre o Afeganistão

O início da conferência sobre o futuro governo do Afeganistão foi adiado de segunda para terça-feira, para que os participantes tenham mais tempo de chegar à Alemanha. O encontro será em Bonn e terá a participação de 20 a 30 representantes de etnias e facções do Afeganistão. O objetivo é a criação de um conselho provisório multiétnico para administrar o país por um período transitório e preparar o caminho para a formação de um novo governo. Segundo o principal porta-voz do enviado da ONU para o Afeganistão, Ahmad Fawzi, o encontro "buscará passos concretos para a criação de um conselho provisório, que deverá ser comporto por grupos legais e representativos". O Taleban não estará representado em Bonn, mas estarão presentes representantes da etnia pashtu, o principal grupo étnico do Afeganistão. Segundo Fawzi, quatro delegações participarão da reunião: a Aliança do Norte; um grupo de afegão exilados baseados em Chipre; um grupo baseado em Roma que apoia o ex-rei afegão Mohammad Zaher Shah; e um grupo formado por pashtus. Duas mulheres também participarão do encontro. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.