Administração iraquiana faz primeira venda de petróleo

As forças de ocupação no Iraque concluíram a primeira venda de petróleo desde a queda do regime de Saddam Hussein, em 9 de abril. Seis empresas estrangeiras, entre as quais só uma americana, foram escolhidas para negociar 10 milhões de barris de petróleo estocado: a espanhola-argentina Repsol YPF, a espanhola Cepsa, a turca Tupras, a italiana ENI , a francesa Total e a americana Chevron.A presença da companhia francesa surpreendeu o mercado, uma vez que se especulava que empresas da França seriam boicotadas nos contratos do pós-guerra. Dezenas de empresas haviam se candidatado nesta primeira licitação sob a administração anglo-americana e efetuada pela companhia estatal iraquiana de comercialização de petróleo, a Somo.O diretor-geral da Somo, Mohamed al-Jibouri, explicou que 500 mil barris remanescentes serão negociados a critério da estatal. "Eu espero que as exportações sejam retomadas em dez dias. Já estamos prontos e apenas estamos aguardando as companhias ficarem preparadas." Antes da guerra, o Iraque vendia cerca de 1,7 milhão de barris por dia - cerca de 4% das exportações mundiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.