Adoção do Euro segue normal, menos na Itália

O Banco Central Europeu divulgou nesta sexta-feira que a troca de moedas locais pelo euro continua ocorrendo tranqüilamente, no quarto dia de vigência da nova moeda, em 12 países da União Européia. Segundo o BC europeu, 97% das máquinas automáticas (ATM) estão adaptadas ao euro. No entanto, continuam ocorrendo falsificações da nova moeda. "A troca continua num velocidade tranqüila", disse o presidente da ECB, Wim Duisenberg, em um comunicado. Para o BC Austríaco, a introdução do euro excede as expectativas. "Dois dias depois da introdução das notas de euro 50% das transações em cash são feitas em euro", disse o representante do BC, Klaus Liebscher. Sua previsão é de que, até o final da semana mais de 90% das transações serão feitas em euro. Mas na Itália a troca por euros está tumultuada. No terceiro dia de introdução da moeda, o país encontra resistências. Na quarta-feira, somente 3% das transações estavam sendo firmadas completamente em euros, de acordo com a Comissão Européia, ante a média da Zona do Euro de 20% e de 50%, na França, que apresenta a melhor performance. Somente 70% dos caixas italianos forneciam euros no fim da terça-feira, enquanto 93% dos gregos e 100% dos alemães. Na quinta-feira de manhã, cerca de 90% dos caixas automáticos italianos já tinham euros disponíveis. Um porta-voz da comissão disse que os cidadãos e lojistas italianos estavam menos preparados para a mudança. "Mas isto não é um problema particular. Não existem dificuldades no sistema", disse. No entanto, integrantes do governo italiano têm criticado a nova moeda. "Eu espero estar errado, mas por conta da forma como ocorreu a introdução do euro, a experiência pode falhar", disse o ministro de defesa italiano, Antonio Martino.

Agencia Estado,

04 Janeiro 2002 | 14h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.