Adolescente afegão mata a facadas soldado dos EUA

Um soldado norte-americano que brincava com um grupo de crianças no leste do Afeganistão foi morto com facadas no pescoço por um adolescente afegão, informaram autoridades nesta segunda-feira.

Agência Estado

01 de abril de 2013 | 12h49

O assassinato ocorreu depois de o número de norte-americanos mortos no país ter subido drasticamente em março, para 14, com o início da época de combates, quando o Taleban e outros grupos insurgentes aproveitam a melhora do clima para intensificar os ataques.

O sargento Michael Cable, de 26 anos, fazia a segurança de uma reunião entre autoridades afegãs e norte-americanas numa província perto da fronteira com o Paquistão quando foi atacado, na quarta-feira, informaram dois funcionários norte-americanos, em condição de anonimato.

O ataque ocorreu depois que os soldados se certificaram que a área estava segura. Uma das fontes disse, porém, que o jovem não foi considerado uma ameaça. Segundo um funcionário, o adolescente tinha cerca de 16 anos, mas a idade não pode ser confirmada.

Os dignitários afegãos e norte-americanos participavam da cerimônia de posse do chefe de polícia do distrito de Shinwar, na província de Nangarhar, informou o oficial Zalmai Khan.

O soldado brincava com um grupo de crianças do lado de fora quando o adolescente o atacou no pescoço com uma faca grande, disse Khan, acrescentando que o jovem fugiu para o Paquistão.

O porta-voz do Taleban Zabiullah Mujahid disse que o adolescente agiu de forma independente ao matar o soldado, mas uniu-se ao movimento militante após deixar o local.

Pelo menos 14 soldados norte-americanos morreram em março, ante quatro nos dois meses anteriores, segundo contagem da Associated Press. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolênciaadolescente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.