Reprodução / Índia Today
Reprodução / Índia Today

Adolescente é decapitada por irmãos na Índia por manter relacionamento com primo

Após o crime, Nanhe e Gul Hasan andaram pelo vilarejo segurando a cabeça da irmã; ambos não concordavam com o namoro dela

O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2015 | 14h44

LUCKNOW, ÍNDIA - Dois irmãos no norte da Índia decapitaram sua irmã mais nova e carregaram sua cabeça pelo vilarejo onde moram. Segundo informações da polícia divulgadas nesta quarta-feira, 19, eles não concordavam com o relacionamento que ela mantinha com o primo.

Ao menos 12 pessoas assistiram a jovem Phool Jehan, de 17 anos, ser arrastada para fora de casa, agredida e decapitada pelos dois irmãos na noite de segunda-feira, mas ninguém relatou o caso à polícia, disse o oficial Rajesh Singh. O crime foi denunciado por um guarda de segurança local.

A polícia ainda não conseguiu encontrar os irmãos, mas deteve o primo da garota para interrogá-lo.

Depois de decapitar Phool, Nanhe e Gul Hasan deixaram o corpo da irmã na rua e circularam pelo vilarejo carregando sua cabeça, enquanto gritavam que eram contra o relacionamento dela, disse Singh.

Assassinatos por motivos relacionados à honra são muito comuns na Índia, mas decapitações como essa são extremamente raras. 

O país é considerado um dos lugares mais rigorosos do mundo para as mulheres, com o infanticídio feminino e o casamento na infância, que ainda é muito comum.

O índice de igualdade de gêneros da Organização das Nações Unidas (ONU) coloca o país em um dos últimos lugares da lista, estando à frente somente da Arábia Saudita, com base em trabalho, saúde, educação e política. O índice não considera problemas relacionados à violência. /ASSOCIATED PRESS

Tudo o que sabemos sobre:
crimedecapitaçãoÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.