Marco Bello/Reuters
Marco Bello/Reuters

Adolescente é morto na Venezuela durante saque a caminhões que transportavam farinha e frango

De acordo com informações policiais, cerca de 1 mil pessoas saqueavam os veículos quando uma briga começou e vários ficaram feridos

O Estado de S.Paulo

11 Janeiro 2018 | 06h49
Atualizado 11 Janeiro 2018 | 08h08

CARACAS - Um jovem de 19 anos morreu na quarta-feira 10 após ser baleado durante um saque de caminhões que transportavam farinha de trigo e frango na cidade de Guanare, no Estado de Portuguesa, oeste da Venezuela.

+ Nos supermercados da Venezuela, o que Maduro barateia, some

Segundo informações policiais e militares, quando cerca de 1 mil pessoas saqueavam os veículos, houve uma "briga na multidão que resultou em feridos e indivíduos encaminhados ao hospital (quatro homens), onde um deles morreu".

+ Crise se agrava e crianças morrem de fome na Venezuela

"Foi enviada uma comissão militar ao hospital 'Dr. Miguel Oraa' da cidade de Guanare, constatando a entrada sem sinais vitais, em razão da ferida por arma de fogo, do cidadão José Alberto Materán Valero (...), de 19 anos", informou o relatório militar.

Ele recebeu, em circunstâncias ainda não esclarecidas, dois disparos de pistola, um "no braço esquerdo e um na região abdominal esquerda", segundo o documento, que não detalhou de onde vieram os tiros.

Uma comissão militar com equipes de segurança chegou aos caminhões no momento do saque e "prendeu em flagrante" um homem de 21 anos e três menores de idade com 20 sacos de farinha, detalhou o relatório.

Os caminhões transportavam 11.250 kg de farinha de trigo e 2.000 kg de frango. Os dois produtos estão em falta no país.

Durante os últimos dias, foram registrados saques em várias cidades da Venezuela, além de diversos protestos por falta de alimentos. / AFP

Mais conteúdo sobre:
Venezuela [América do Sul] Fome

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.