Adolescentes à deriva por 50 dias são resgatados no oceano Pacífico

Dado como mortos, jovens da Nova Zelândia tinham desaparecido em outubro quando navegavam nas águas de Tokelau

Efe

25 de novembro de 2010 | 05h01

SIDNEY - Três adolescentes da Nova Zelândia foram resgatados após passar 50 dias em um bote à deriva e sem comida no oceano Pacífico, indicou a imprensa local nesta quinta-feira, 25.

Os jovens, que desapareceram em 5 de outubro quando navegavam nas águas de Tokelau, foram resgatados na quarta-feira por um barco pesqueiro, que os avistou ao nordeste da ilha Fiji.

A previsão é que a embarcação atraque na sexta-feira em Suva, capital de Fiji, onde os jovens serão submetidos a exames médicos. Os adolescentes tinham água, mas só puderam comer uma gaivota crua que conseguiram capturar durante o naufrágio em alto-mar.

Eles eram dados por mortos na Nova Zelândia, onde já havia sido realizada uma missa por suas almas. "Mantinham um razoável bom espírito apesar do tempo que estiveram em alto-mar. Tinham queimaduras sérias pelo sol, mas só precisaram receber os primeiros socorros, sobretudo cremes para aliviar a pele", indicou Ta Fredricsen, líder da tripulação do barco pesqueiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.