Adolescentes detidos por incêndio de ônibus em Marselha

Cinco adolescentes foram detidos nesta terça-feira em Marselha numa operação policial para buscar os responsáveis pelo incêndio de um ônibus, no sábado, causando graves queimaduras a uma jovem que se encontra em estado crítico.De acordo com a emissora de rádio "France Info", agentes à paisana entraram de madrugada em vários edifícios dos bairros de Lilas e Oliviers, ao norte de Marselha, em busca dos menores suspeitos de incendiar o ônibus. Os investigadores tinham várias pistas sobre os autores do crime, declarações de testemunhas e gravações de vídeo.O ministro do Interior, Nicolas Sarkozy, se comprometeu nesta segunda-feira, 30, publicamente a encontrar os responsáveis pelo ato que deixou Mama Galledou, uma estudante de origem senegalesa, de 26 anos, entre avida e a morte.Os médicos que atendem a estudante no hospital de La Conception ainda temem que ela não resista às queimaduras, que afetaram mais de 60% de seu corpo.Foram registrados vários casos de violência urbana na Françadepois do incêndio do ônibus de Marselha. Na noite desta segunda-feira, uma equipe de bombeiros que apagava incêndios em carros em Trappes, na periferia sul de Paris, foi atacada. Quatro deles foram levemente feridos.Outra polêmica foi causada pelo ferimento grave sofrido no olho por um adolescente, segundo sua versão por causa de uma bala de borracha disparada pela Polícia em Clichy-sous-Bois, cidade onde explodiram os distúrbios na França há pouco mais de um ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.